Fazer um intercâmbio não significa apenas viajar para outro país, mas sim viver a imersão em uma nova cultura, conhecer pessoas incríveis e trocar experiências. E a das formas que os rotarianos encontraram para guardar suas lembranças foram os botons de intercâmbio.

O Intercâmbio Estudantil do Rotary

O Rotary é uma organização que visa unir líderes que trocam ideias e entram em ação – e nada melhor do que um intercâmbio para fomentar líderes. Viver em outro país, conhecer novas pessoas e culturas nos faz ver o mundo de forma mais ampla.

O programa de intercâmbios do Rotary Clube começou nos EUA em 1927. De lá pra cá, passou a atuar em cerca de 80 países e viabilizar, por ano, o intercâmbio estudantil de mais de 9 mil jovens entre 15 e 18 anos.

É claro que, além de ajudar na formação crítica e empática dos jovens, a experiência em outro país produz lembranças incríveis. E para garantir que todas as novas amizades fiquem guardadas nos peito, os jovens rotarianos reúnem botons, pins e bordados em um blazer especial, cuja cor varia de acordo com o país. Os brasileiros usam o blazer azul escuro.

Botons de intercâmbio: descubra porque você não pode deixar de leva-los na mala

Diferença entre botons, pins e distintivos

Antes de falarmos dos botons propriamente ditos, é preciso definir as diferenças entre botons, pins e distintivos para os rotarianos. Segundo o Jornal do Rotary, cada um deles têm um significado específico que precisa ser respeitado.

O distintivo é a peça fundamental para qualquer membro do Rotary, pois indica que a pessoa faz parte da organização. É de uso obrigatório na lapela das camisas e apenas associados o possuem. Com cerca de 2cm de diâmetro, tem o formato da roda rotariana.

Já o pin é uma espécie de pingente que pode ser usado por quaisquer pessoas que simpatizem ou se envolvam com a causa do Rotary. Normalmente o pin da Fundação Rotária é dado como forma de gratidão a benfeitores financeiros.

O boton é bem menos arbitrário, sem restrições de uso ou de estampas. Entre os intercambistas, as estampas mais comuns são as bandeiras dos países de origem e destino, suas cidades natais, pontos turísticos e aspectos culturais do país de origem. Além das imagens, os jovens costumam colocar seus nomes, período do intercâmbio e número do distrito do Rotary para identificação.

Lembrancinhas transformadas em memórias

Como uma mera lembrancinha pode carregar tanto significado? Alguns intercambistas relatam que associam a lembrança do primeiro encontro com seus amigos à troca de botons.

Com nomes, bandeiras e distritos gravados em seus blazers, fica impossível não guardar no coração as boas memórias da experiência tão singular que é participar de um intercâmbio.

Botons de intercâmbio: descubra porque você não pode deixar de leva-los na mala

Botons de intercâmbio e Rotary: uma relação de amor

Em seus blazers repletos de pins, bordados e botons, os jovens intercambistas são capazes de transformar suas memórias em um verdadeiro troféu para ser admirado depois de voltar para a terra natal.

Símbolos da conquista de uma experiência inesquecível, os botons de intercâmbio são lembrancinhas práticas e indispensáveis para qualquer intercambista.

Reúna as melhores imagens e comece a criar as mensagens que você quer gravar nos blazers e nos corações dos seus futuros amigos.

Quer receber primeiro todos os posts do blog? Então acompanhe a fanpage!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *