Uma breve (e incrível) História dos Botons

Já não é novidade que eu amo botons – afinal, produzo eles há mais de 11 anos -, mas, por algum motivo, não tinha a curiosidade de saber como eles surgiram. Até agora. 

Hoje te convido a desvendar comigo a breve (e incrível) história dos botons.

A História dos Botons

Botons são, por essência, mensageiros de slogans políticos, ideais e imagens que comunicam de forma rápida e versátil. Ou seja, são ferramentas políticas poderosas.

Em 1789, durante a primeira campanha presidencial dos EUA, os partidários de George Washington começaram a usar medalhas de metal impressos com o slogan da campanha. Eis que começava a nascer o boton que conhecemos.

Uma breve (e incrível) História dos Botons

Abraham Lincoln era cool e já usava botons – ou melhor, o pré-boton

Com o passar dos anos, a medalha ganhou um alfinete. Além disso, as fotos passaram a acompanhar o slogan, mas ainda desprotegidas, o que desgastava facilmente a impressão.

Foi então que, em 1893 Benjamin S. Whitehead patenteou um modelo de boton bem parecido com o que conhecemos hoje. A mensagem impressa recebeu uma proteção de celuloide, então recém-inventada.

Uma breve (e incrível) história dos botons

Uma das primeiras patentes de boton, de 1896

Depois de patenteada, não demorou muito para que a ideia de transmitir mensagens instantâneas em nossos simpáticos botons deixasse de ser interesse apenas dos políticos.

Já em 1898, empresas de goma de mascar e cigarro deram início a campanhas publicitárias com botons. Mas foi o Tigrão a Kelloggs que popularizou de vez o brinde ao presenteá-lo em suas caixas de cereais na década de 1940.

Uma breve (e incrível) História dos Botons

Ainda bem que vinha embalado, já pensou quantas crianças não furaram a mão procurando um boton desse no meio do cereal?

Popularização dos botons

Nascidos nos EUA e adotados pela Inglaterra, os botons se transformaram em grandes mensageiros de ideais. 

Além do cunho políticos, eles estão muito presentes na música, na cultura da juventude e nos movimentos de minorias, como o LGBT. 

O Museu Britânico possui uma coleção com mais de 13000 botons, um verdadeiro registro histórico de gerações. Confira abaixo o vídeo com o curador Philip Attwood mostrando alguns pins LGBT.

Mudanças e modernização

Com um design tão simples e funcional, é normal que poucas mudanças tenham sido feitas desde sua invenção. 

Recentemente, além do celuloide ter sido substituído pelo acetato de proteção, os botons também são feitos de plástico.

Aqui na loja Nhom, prefiro ser fiel às origens e continuar produzindo os botons em metal – em nome dos velhos tempos 😉

Chegou a sua vez!

Eis a sua chance de fazer parte dessa história. Não importa qual é a sua mensagem, cultura, crença, visão política ou gosto pessoal. O boton pode transmitir qualquer mensagem.

Eu sei que você tem uma ideia incrível aí dentro, pronta para conhecer o mundo. Expresse suas ideias e liberte a sua criatividade em botons, um suporte versátil e encantador.

Quer receber primeiro todos os posts do blog? Então acompanhe a fanpage!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *